igreja maranata – As pregações da icm só se resume em uma palavra: OBRA!

Graça e Paz!
As pregações da icm só se resume em uma palavra: OBRA!

E obra para eles é a própria maranata. Em nenhum momento dão destaque a Jesus, o nosso Único Salvador. Não sei como aguentam ficar ouvindo isso repetidas vezes e o pior saem como papagaio repetindo tudo que ouvem sem se dar ao trabalho de abrir a Bíblia e conferir se condiz com as Escrituras. Isso se chama comodidade, preguiça, e vão engolindo de goela a baixo tudo que vem de ensinamento do PES. Estão se gloriando pois ouve tantos levantamentos, mas fica a pergunta para que? se nem pregar o que querem podem. Tudo tem que ser lido e pregado de acordo com o que vem do PES.Vamos ler a Bíblia irmãos, essa não mente, não inventa. Ficar ouvindo o que esses meias solas ficam falando como a obra é única e perfeita de Deus ja cansou! A OBRA do Senhor realmente é perfeita, mas isso não se resume a icm.
Paz!

.
.
Estamos diante da realidade: essencialmente autodefensivo, avarento, confuso e dissimulador, o gedeltismo nos traiu.

Este eclesiasticismo herético, maçônico, manipulador, místico, pseudocarismático é tristeza e vergonha.

Gedelti, o mágico dos malabares, pai da Obra como forma de vida, insiste em OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! E os filhos gerados no pandulho da rainha desfigurada, intoxicados com a linguagem do nãopensamento, repetem: OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA! OBRA!

Não discernem a linguagem do pai da Obra porque ficaram como que hipnotizados e não conhecem (não têm intimidade) como “evangelho da graça de Deus” porque estão presos nas sombras. E nem precisam entender: basta dizerem amém, entregarem os dízimos fielmente e OBEDEÇER… OBEDECER… OBEDEÇER… dispostos a dois mandamentos que lhes garantem entrada na eternidade: não tocar nos ungidos do pai da Obra e viver obra como forma de vida. Imbróglio perfeito.

O evangelho de Cristo é claro como a luz do sol (João 6:29 – ênfase nossa): “Respondeu-lhes Jesus: A obra de Deus é esta: que creiais (gr. pisteuo – na flexão de exercício ativo da fé) naquele (Jesus) que por ele (Deus) foi enviado (gr. appostello).”

O Cristo de Deus exige o exercício da fé Nele que é a Palavra de Deus personificada (Jo. 1.1, gr. Logos), exclusivamente, irremediavelmente. Não somente pelo fato de que a condição de “filhos de Deus” (Jo. 1.12 cf. Rm. 8.16) é mediante a fé Nele (Rm. 5.1,2) e “não há salvação em nenhum outro”, visto que Ele é a obra perfeita de Deus para que o crente em Jesus fosse declarado “justiça de Deus” (Rm. 10.3,4); mas no que Ele demonstra como “obras de Cristo” (Mt. 11.1-6) ou “obra de Deus”completa e perfeita (Jo. 19.30). Obra que é modelo para o crente agora e no futuro, “Porquanto a Escritura diz: Todo aquele que nele crê (gr. pisteuo) não será confundido.” (Rm. 10.11).

Porém, o anticristo-confuso-maranático quer que a membresia creia na confusa crença dele, esteja arrolado na confusa-igreja-do-jeito-que-ele-quer, atento à confusa doutrina do ge(deus)ti na base do ossorrevelô; e que creia nele como estando acima do Bem e do Mal, porque o confuso pai da Obra entende que a ICM-Obra é a porta e porta-voz da eternidade e somente a ICM-Obra-Igreja Fiel tem as chaves da salvação individual exclusivamente para os que estão na Obra e a Mescla que se dane. O comunicado oficial da ICM-PES declara preconceituosamente: quem sai desta Obra não leva Jesus, nem leva o Espírito Santo.

O Cristo de Deus e Bom Pastor demonstrou o que Ele é capaz de fazer (Mt. 11.1-6: “Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles. Quando João ouviu, no cárcere, falar das obras de Cristo, mandou por seus discípulos perguntar-lhe: És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar outro? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho. E bem-aventurado é aquele que não achar em mim motivo de tropeço.”

Porém, o anticristo-confuso-maranático, o mau pastor, o mercenário, já demonstrou do que é capaz: autodefesa, avareza, dissimulação, falta de transparência, instigação do ódio religioso, manipulação, maldições, meias verdades, perseguição aos retirantes, profetadas e revelagens.

O gedeltismo conseguiu empurrar a ICM-PES para um beco sem saída, prova de que muita coisa está errada nesta igreja… da cabeça aos pés… O fim de Saul foi trágico: caiu sobre a própria espada. http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/08/beco-sem-saida/

Previsível o fim do rei do palácio da rainha desfigurada: ele convocou assembleia solene, manipulou pastores com o voto de cabresto e mantém o mesmo rumo tomado na direção da “operação do erro” (2 Ts. 2.11); mas cairá e arrastará consigo os filhos da falsa unção. Preste atenção na data do artigo banquete de ladrões.

Quanto ao deus a quem V. obedece e quer servir, isto é lá consigo. Muitos continuam servindo ao ge(deus)ti, o pai da Obra Maravilhosa que caminha para a eternidade, apesar de estarem eles, os maus pastores da cúpula afastados e proibidos de entrarem nas áreas administrativas da ICM-PES; porém, eu e minha casa serviremos ao SENHOR.

CV

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/meia-verdade-e-uma-mentira-inteira/#comment-49579

igreja cristã maranata – As 7 Regras do Abuso Espiritual

As 7 Regras do Abuso Espiritual

igreja cristã maranata1) Scripture Twisting (Distorção da Escritura): para defender os abusos usam de doutrinas do tipo “cobertura espiritual”, distorcem o sentido bíblico da autoridade e submissão, etc. Encontram justificativas para qualquer coisa. Estes grupos geralmente são fundamentalistas e superficiais em seu conhecimento bíblico. O que o líder ensina é aceito sem muito questionamento e nem é verificado nas Escrituras se as coisas são mesmo assim, ao contrario do bom exemplo dos bereanos que examinavam tudo o que Paulo lhes dizia.

2) Autocratic Leadership (liderança autocrática): discordar do líder é discordar de Deus. É pregado que devemos obedecer ao discipulador, mesmo que este esteja errado. Um dos “homens de Deus” de uma igreja diz que se jogaria na frente de um trem caso o “Líder” ordenasse, pois Deus faria um milagre para salvá-lo ou a hora dele tinha chegado. A hierarquia é em forma de pirâmide (às vezes citam o salmo 133 como base), e geralmente bastante rígida. Em muitos casos não é permitido chamar alguém com cargo importante pelo nome, (seria uma desonra) mas sim pelo cargo que ocupa, como por exemplo “pastor Fulano”, “bispo X”, “apostolo Y”, etc. Alguns afirmam crer em “teocracia” e se inspiram nos líderes do Antigo Testamento. Dizem que democracia é do demônio, até no nome.

3) Isolationism (Isolacionismo): o grupo possui um sentimento de superioridade. Acredita que possui a melhor revelação de Deus, a melhor visão, a melhor estratégia. Eu percebi que a relação com outros ministérios se da com o objetivo de divulgar a marca (nome da denominação), para levar avivamento para os outros ou para arranjar publico para eventos. O relacionamento com outros ministérios é desencorajado quando não proibido. Em alguns grupos no louvor são tocadas apenas músicas do próprio ministério.

4) Spiritual Elitism (Elitismo espiritual): é passada a idéia de que quanto maior o nível que uma pessoa se encontra na hierarquia da denominação, mais esta pessoa é espiritual, tem maior intimidade com Deus, conhece mais a Biblia, e até que possui mais poder espiritual (unção). Isso leva à busca por cargos. Quem esta em maior nível pode mandar nos que estão abaixo. Em algumas igrejas o número de discipulos ou de células é indicativo de espiritualidade. Em algumas igrejas existem camisetas para diferenciar aqueles que são discípulos do pastor. Quanto maior o serviço demonstrado à denominação, ou quanto maior a bajulação, mais rápida é a subida na hierarquia.

5) Regimentation of Life (controle da vida): quando os líderes, especialmente em grupos com discipulado, se metem em áreas particulares da vida das pessoas. Controlam com quem podem namorar, se podem ou não ir para a praia, se devem ou não se mudar, roupas que podem vestir, etc. É controlada inclusive a presença nos cultos. Faltar em algum evento pro motivos profissionais ou familiares é um pecado grave. Um pastor, discípulo direto do líder de uma denominação, chegou a oferecer atestados médicos falsos para que as pessoas pudessem participar de um evento, e meu amigo perdeu o emprego por discordar dessa imoralidade.

6) Disallowance of Dissent (rejeição de discordâncias): não existe espaço para o debate teológico. A interpretação seguida é a dos lideres. É praticamente a doutrina da infalibilidade papal. Qualquer critica é sinônimo de rebeldia, insubmissão, etc. Este é considerado um dos pecados mais graves. Outros pecados morais não recebem tal tratamento. Eu mesmo precisei ouvir xingamentos por mais de duas horas por discordar de posicionamentos políticos da denominação na qual congregava. Quem pensa diferente é convidado a se retirar. As denominações publicam as posições oficiais, que são consideradas, obviamente, as mais fiéis ao original. Os dogmas são sagrados.

7) Traumatic Departure (saída traumática): quem se desliga de um grupo destes geralmente sofre com acusações de rebeldia, de falta de visão, egoismo, preguiça, comodismo, etc. Os que permanecem no grupo são instruídos a evitar influências dos rebeldes, que são desmoralizados. Os desligamentos são tratados como uma limpeza que Deus fez, para provar quem é fiel ao sistema. Não compreendem como alguém pode decidir se desligar de algo que consideram ser visão de Deus. Assim, se desligar de um grupo destes é equivalente a se rebelar contra o chamado de Deus. Muitas vezes relacionamentos são cortados e até familias são prejudicadas apenas pelo fato de alguém não querer mais fazer parte do mesmo grupo ditatorial.

***Ronald M. Enroth, americano, sociólogo da religião, que escreveu um livro a respeito do abuso espiritual (Churches that abuse), após horas e mais horas de depoimentos de ex-membros da Jesus People USA, um grupo religioso dos EUA

maranata – fanatismo religioso pela obra de gedelti

Quem está por trás deste blog só pode ser um cara sem propósitos para a eternidade e sem fé na OBRA. mexendo com gente poderosa… ele fica futucando demônio com vara curta. Naissi na na OBRA, sou servo da Obra, vou morrer na na OBRA e sei que n~çao encontro homens perfeitos na OBRA e se esse tal de cv sabe onde encontrar homens perfeitos é so me dizer que vou pra lá. Estou no ministério da OBRA e não me acho meia-sola a isso não. Sei que na OBRA temos muitos problemas como esta na palavra que a unção não é de todos e assim muitos estão no ministério mas sem unção e são os meia sola mesmo; vejo pessoas arrogantes envolvidas com coisas ilíticas, alguns desistindo da OBRA por causa de vários problemas; mas aqueles DESOBEDIENTES que estão saindo do sistema da OBRA deveria ir para igrejas tradicionais e não inventar igreginhas com gente que não intendeu a OBRA no fundo. É por isso que a OBRA mascou a diferença nesses quarenta e três anos de OBRA. Podem sair que ganharemos outros para a OBRA e o RELATÓRIO FINAL vai sre na eternidade…
Outro dia disse para alguns companheiros que se o Jedeuti é o Saul buscando interesses próprios, o cv, o santo, irrepreensível, poderia, pelo menos, agir como o pecador Davi e buscar arrependimemto por atacar a OBRA e deixar o Saul se resolver com o Sr, porque os valentes batalham a favor da OBRA… Não quero atacar ninguém em especial…. mas ta escrito LC 6:37 “não julgueis para não serdes julgados, não condeneis e não sereis condenados, perdoai e sereis perdoados. APDSJ
.
.
Maninho,

Aparecer neste Blog com postagem exaltando a OBRA, foi interessante e oportuno como prova de que formatados e meia-solas manipulados fazem o jogo do palácio da rainha desfigurada. Vale dizer: mais um imerso nas heresias este fim de “jornada de quarenta anos”.
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/12/triste-fim-de-jornada-de-quarenta-anos/
.
Consigo ler em 15 s. a postagem de 263 palavras. Depçois contei 15 vezes a palavra OBRA, ou seja, cerca de 5% do que V. disse. Isto significa o seguinte: em 1 minuto V. é capaz de repetir 50 vezes essa palavra; e se ficar no púlpito por vinte minutos repetindo o que foi introjetado na sua mente, quem estiver na “unidade local” estará obrigado a ouvir 1.000 vezes essa palavra (quem agüenta?). Como bom aluno de OBRA, V. ganha até de Gedelti… Isto beira a FANATISMO RELIGIOSO.

Desde o início ficou mais do que transparente: ferir o autor dos artigos e não discutir ou entrar no assunto exposto. A este recurso a ÉTICA e a LÓGICA denominam “argumentum ad hominem”. Iniciar uma postagem com agressão não é ético, especialmente pela sua condição de pastor (estas expressões pesam nos relacionamentos); mas afirmo que é comum naqueles intoxicados pela mentalidade de Obra; mais no “servo devedor da Obra”; e mais especialmente: quando o “representante do presbitério” (para empregar uma expressão do Estatuto da ICM-PES) exala a instigação pelo ódio que exala da boca do chefe icemita. (Escuta, Maninho: V. compreende o significado da palavra exalar?)
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/02/instigacao-ao-odio-religioso/
.
E este desejo inconseqüente de maldizer o levou a tropeçar nas próprias palavras. E o amado irmão ficou preso no que disse, do jeito que disse. Por oportuno, V. não conseguirá impedir o meu direito de exercer “fé em Jesus” e de expor o que penso. Pelo contrário, e o digo muito respeitosamente, na atual condição V. é “devedor da Obra” (o seu chefe Gedelti exige pronta subserviência); e eu sou livre. V. está pastor em um ninho sujo… muito sujo, onde os donos de balcões de negócios se enriquecem à custa do povo e os Judas beijam Judas no beco sem saída. Não tenho outro jeito de dizer: esta é a condição em que a membresia está.
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/12/banquete-de-ladroes/
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/08/beco-sem-saida/
.
Por oportuno, se V. me chamasse de louco eu concordaria; porque é loucura esforçar-se por fazer os cegos verem, os mudos falarem e os surdos ouvirem; mas muitos cegos estão enxergando, muitos mudos estão falando e muitos surdos começaram a ouvir o som do tambor (quem lê entenda) e as estradas estão cheias de RETIRANTES. Viu? Você também ouviu o som do tambor e não mais poderá dizer: NINGUEM ME AVIOU.
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/
.
O Blog denuncia os erros desse ninho sujo… muiiiiito sujo; mas, infelizmente, o “servo da OBRA” não consegue pensar por si mesmo; e apenas pensa o que o chefe icemita quer que ele pense. E quer saber Maninho? Eu penso biblicamente, doutrinariamente, neo-testamentariamente e teologicamente… CONSTESTE pelo menos um dos artigos. Dou-lhe o prazo de um ano.

Não me espanta a falta de coragem para CONTESTAR o artigo, fugir do assunto e jogar pedras. Mais fávil, nãp é? Neste site estão mais de 100 (cem) artigos coroados com mais de 4.300 postagens. O que denunciei gerou CREDIBILIDADE na mídia, nos agentes estaduais e federais e o Judiciário está atento aos fatos… Ondas de tsunami virão. SENTENÇAS VIRÃO…

Pois bem. Mostre-me artigos, denúncias e e-mail’s que V. fez. Sim, porque V. disse: “Sei que na OBRA temos muitos problemas… vejo pessoas arrogantes envolvidas com coisas ilíticas, alguns desistindo da OBRA por causa de vários problemas…”

E o que V. fez? Denunciou as coisas ilícitas? Prove. Exortou as “pessoas arrogantes”? Prove. Escreveu ao chefe religioso? Prove. Ora, inconscientemente, e para mal dos pecados, V. admite que “Jedeuti é o Saul buscando interesses próprios…” (frase sua!). E a pergunta que não quer calar: como V. consegue ser pastor debaixo da tutela de quem age como Saul? Não é verdade que, para remendar meia-solas V. depende do dono da sapataria?
.
http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/fabrica-de-meia-solas/
.
Que enrascada hein?! Querendo me ferir, V. acabou se ferindo e agora as palavras pesam sobre a sua cabeça e como vergões nos seus lombos!

Sei de algo que está retinindo nos ouvidos dos pastores surdos: se aqueles que dominam a ICM-PES perderam a vergonha, aqueles que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

CV.

P.S: Amados. A falsa unção desnorteia o indivíduo. Nesta postagem a formatação é meridiana e não a esgotei. Quem quiser continue com crítica respeitosa.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/fabrica-de-meia-solas/#comment-11718

A obra da maranata quando se enxerga

Fico penando à cerca destas organização e como foi militramente calculada, para vantagens próprias:
. No momento que a pessoa entra pela primeira vez, fica, decerto encantado, pois fizeram tudo tão organizado e aquela máxima de não pedirmos dinheiro, é perfeita.
. Ali a pessoa já vai novamente, apesar de que ultimamente, estão tão preocupados com outros interesses, que nem assistência dão direito. Mas de qualquer forma, para fisgar o peixe(é bom que seja peixe grande), dão até uma atenção.
.Logo colocam na lista de um grupo e já com a intenção de incluir na estatística(tem que mostrar serviço para o Poderoso Chefão, que é demonstrado através de números de gados-sem ofensa para quem vai ou os amados que alí estão ainda. Lembramos que há uma contagem frenética, e, como sempre, contra a palavra de Deus que se aborreceu com Censo(não é para contar, mas neste caso, contam, pois precisam já saber o quanto vão ganhar)
. Se preocupam em dizer que seus pastores não são remunerados, para poder encantar, sabe como é que é.(O incauto já fica mais confiante, pois o que mais vê são lugares que os pastores vivem do salário da igreja)É bíblico.
. Dão atenção até a pessoa ficar(dando logo jeito de ir ao maanaim para o encantamento aumentar).
.Pregam qualquer coisa, com as ditas revelações e o além da letra(é para ninguém entender mesmo)e
e a pessoa vai ficando refém, até se firmar(não no Senhor, mas na organização).
.Quando supostamente a pessoa está preparada(consultas à palavra), já coloca para funções(a pessoa é admitida para a organização). Veja bem, o pré-requesito indispensável é o não questionamento, é só o OBDC.
.Se a pesssoa é bem de situação então aí é que se cerca mesmo(o lema das organizações é admitir pessoal influente, com dinheiro. Pobre não interessa.)
.É todo os dias, cuja finalidade é não deixar que a pessoa pense e vá para outro lugar. A lavagem cerebral diária faz efeito rápido.
.Logo, logo a pessoa vai tendo funções e mais funções, com a máxima que a prioridade é a tal obra(manutenção da organização).
.Aí não tem família, não tem passeio, não tem mais nada, a não ser viver para trabalhar para as organizações.
. Daqui a pouco o sujeito já vai trabalhar nos mannains(para ajudar o irmão, decerto um cupixa do dono das organizações, a ganhar o seu dinheirinho).O sujeito trabalha para o outro, o dono do negócio ganha e o tal não ganha nada, ou melhor a conta vai sempre para o senhor(deles, é claro, pois o verdadeiro Deus não está nisto nunca).
.E aí a pessoa vai sendo levada, anos após anos(a alienação e completa, a ponto de que se quizer alertar, a pessoa se inflama toda contra o outro).
.Há o detalhe de que se prega também o que nunca se vive.Exemplo: Se fala de humildade e não se tem alguma; se fala de honestidade e(vejam os fatos), fala-se de que os louvores que estão por aí são todos errados, mas no próprio mannaim vende-se o dito CD.Fala-se de não ler outros livros, e no mannaim vende diversos. Isto até entendo, póis antes a alienação era em todos os sentidos e deixar o sujeito ler alguma obra literária que o despertasse deste sono maligno, era um risco. Daí a repressão. Só que para abafar as críticas, começaram a colocar diversos autores(afinal, negócios são negócios).
. Além disto, a organização é repressora e ai daquele que abrir a boca para falar da organização ou do seu dono.
. Não se envolve em política, é o que sempre falaram. O que mais se vê é o proprio dono agarrado com os políticos(vide as doações feitas para as obras sociais inexistentes)
.As características desta organização é enorme, mas a máxima é que ela foi criada para prosperar e muito, materialmente, às custa de trabalhos escravos de irmãos, pastores honestos, diáconos honestos, obreiros honestos e irmãos honestos.
. Prosperou e muito, enquanto vidas morrem espiritualmente(destestam pessoas com problemas, necessitadas, desempregadas, doentes), até porque esta organização não foi criada para este fim.
. Esta é a realidade e só vai continuar se os que ainda estão lá fecharem os olhos e não querer ver toda esta imundície.É para pensar, refletir e ver
se isto é normal, se é isto que quer para sua vida e de sua família. Lembre-se, mentem o tempo todo, enganam, manipulam e não estão preocupados nem um pouco com você. Tenham um problema de saúde,material, de família, com filhos e vá pedir ajuda para ver como eles tratam. As organizações logo ignoram você até você querer sair e, quando sai, os que ficam são instruidos para não falar com você, te ignorar,além de continuar sendo alvo de chacotas nos ditos seminários e chamados de várias coisas, com intuito, claro de humilhar sempre.
Mediante o descrito, pense se vale a pena ficar em um lugar deste. Não se deixe mais enganar e vá ao encontro de algo sério.
. Se o que procuras é Jesus o Espírito Santo, não é ali que vai encontrar, pois só habitam onde há pureza(não é o produto que a organização tem).
O plano foi mirabolante, mas creio que o tempo do juízo já chegou e com o Senhor dos Exércitos não se brinca.
Saia logo desta organização e verá que terá paz(a verdadeira).
Não pregam a Palavra na realidade, não ensinam, por isto, Leia a Bíblia bastante e entenderá então aonde você está.
A Paz.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/fabrica-de-meia-solas/

A obra

É interessante percebermos que se não tivermos cuidado essa neurolinguítica também nos ludibria.

Começo a ter certeza que isto é feito de caso pensado. A ICM tem que dar conta de muitas vidas que ela estragou e preferiu jogar ao mundo do que aconselhar a seguir em outra denominação.

 

from <http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/#more-17>