igreja cristã maranata – “Ora para o Senhor salvar um aleijado pra se casar com você.”

Irmã “Preciosa para Deus”, que história mais linda a sua!

Não sei se você leu alguns comentários meus mas eu também tenho uma deficiência física e, como você e seu marido, eu sonhava em me casar na maranata. Veja o meu grau de ingenuidade achando que um rapaz “perfeito”, desta igreja, ia se casar comigo.

Eu era totalmente iludida.

Olha o que eu ouvia:
“Ora para o Senhor salvar um aleijado pra se casar com você.”
“Como que vai ser…?”
“Deficiente quer ter filhos só para depois os outros cuidarem.”
“Tadinha, ela desse jeito! É muito difícil.”

Irmã, hoje eu agradeço a Deus por não ter me casado com irmão da maranata. Eu realmente não ia suportar conviver com tantos preconceitos e mente pequena.

Muito boa sua postagem. Que Deus continue abençoando seu lar e que vocês possam dar exemplo a todos que uma deficiência não incapacita ninguém para o amor.

E, se tem algum irmão lendo o Blog e for solteiro, viúvo ou divorciado e, claro, não seja formatado e preconceituoso, estou recebendo currículos…rsrsrs. Se é que o CV permite…

A paz do Senhor Jesus a todos.

Eurípia Inês.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-14015

igreja maranata – O controle está no fato de investigarem a vida da “moça”; já o abuso está em fazer vista grossa para as vagabundagens dos “rapazes”

“Essa luta é nossa”, pense também no seguinte:
.
Sabemos que isso tudo que envolve a questão de noivado e casamento na ICM não passa de:

* – CONTROLE ABUSIVO;

* – IDOLATRIA;

O controle está no fato de investigarem a vida da “moça”; já o abuso está em fazer vista grossa para as vagabundagens dos “rapazes” – Aqui na minha cidade eu mesmo ouvi dos jovens – filhos do pastor coordenador, filhos de diáconos e uma turminha de primos e amiguinhos – por sinal todos de classe média alta – Eu ouvi deles a confirmação de que iam em “casas de mulheres” de luxo e faziam a festa – claro que às escondidas. Aconteceu que o assunto vasou, sabe no que deu? Em nada! Abafaram o caso e para não ficar muito feio, pegaram um deles para bode expiatório e o colocou no banco por 30 dias, nada mais!Ah! o rapaz casou-se na igreja e ninguém investigou a vidinha dele.
.
Outro caso por exemplo, e esse aconteceu debaixo dos meus bigodes, foi um casamento de uma filha de um pastor. Esse casamento foi antecipado em pelo menos 03 meses e apressaram a coisa com medo da melancia crescer. O tapete vermelho desenrolou e eles casaram NA IGREJA, mas quem ousaria comentar? Todos pastores sabiam do fato mas as aparências vêm em primeiro lugar.
.
Quanto a IDOLATRIA – Essa é declaradamente um imenso contrasenso que cegamente não é percebido pelos “súditos do rei”.
.
PENSE! – No caso da “moça” não ser mais aparentemente donzela, falo aparentemente porque algumas não o são e casam no templo – mas quando se sabe o casamento deve ser impreterivelmente num SALÃO qualquer. Fato.
.
Agora eis a questão: “Se Deus vai ao salão e está presente naquele casamento abençoando tal aliança e união, não seria este o mesmo Deus que os abençoaria lá no templo também?”
.
De Deus não se zomba! Ora se Deus considerasse o templo um local sagrado e consagrado, este mesmo estaria sendo profanado todos os dias e por quase todos. Pensa! Quantos cultos essa mesma “moça” participou dentro do templo? Por acaso Deus deixou de ouví-la ou abençoá-la, claro que não, Deus não é assim e não faz acepção de pessoas do contrário não é Deus de amor.
.
Então fica claro que quem faz essas DISTINÇÕES MALDOSAS são os homens maus e idolatras que querem dar ao TEMPLO um valor que ele não tem nem mesmo para Deus.
.
Quantos amados e amadas irmãs não passaram por essa vergonha e exposição desnecessária, até porque se uma pessoa se converteu de verdade, seus pecados já estão TODOS perdoados. Então, o que a ICM faz nesses casos é trazer de volta a tona PECADOS já perdoados, contrariando assim a Palavra de Deus que nos garante que TODO escrito de divida já foi rasgado.
.
Eles não ficarão impunes!
.
Abraço a todos!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-13994