maranata – Nesta hora com todas as informções tem gente que ainda defende a seita, e até dizem que o homem é falho; nos seminarios a conversa é a mesma: essa é a única “OBRA”… não há outra…

Nesta hora com todas as informções tem gente que ainda defende a seita, e até dizem que o homem é falho; nos seminarios a conversa é a mesma: essa é a única “OBRA”… não há outra… não tem tempo para outra. a conversa é a mesma: o deus “OBRA” continua.
eu só não entendo o porque de tanta perseguição aos retirantes: pragas, maldições e etc. Deve ser o dizimo que caiu, e como toda seita é fechada, não admite a contestação daqueles que por eles são chamados “Desertores”. porque desertor é quem sai de um exército, só que este exército do Comendador não defendem os inocentes, mas bombardeam suas mentes com heresias, profetadas etc.
E depois que alguns saem, querem matá-los com bombardeamentos de mentiras, com a chamada teoria do medo, pois muitos escrevem como anonimos não só neste blog, mas em outras comunidades, porque dizem que vão processar.
Gente ruim, sem Deus, sem escrúpulos; mas o dia da justiça de Deus ja começou!
Um abraço fraternal.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/04/poder-camaleonico/#comment-12612

maranata – As pessoas que lá ainda estão ferrenhamente adeptas são pessoas geralmente vaidosas e orgulhosas, de modo que não querem deixar de acreditar que são realmente crentes mui superiores e mais elevados em comparação com os demais.

Lendo os comentários acima, destaco este:

*** Não era muito gostoso, quando ainda éramos dessa SEITA, a ilusão de acharmos que estávamos na melhor das igrejas? Sim nós realmente criamos que a ICM era a “Obra perfeita e úncia de Deus”, e por quê criamos e aceitávamos isso? Simples! Porque nós (homens) gostamos daquilo que nos dá segurança, gostamos daquilo que nos dá certezas, e daquilo que nos dá garantias de salvação se cumprirmos as regras… ***

É exatamente essa circunstância que hoje é a corrente que escraviza, pela mente, a maioria que ainda permanece e crer na autoridade espiritual da Igreja Cristã Maranata.

As pessoas que lá ainda estão ferrenhamente adeptas são pessoas geralmente vaidosas e orgulhosas, de modo que não querem deixar de acreditar que são realmente crentes mui superiores e mais elevados em comparação com os demais.

Como também, os que ainda lá estão ferrenhamente adeptos são pessoas de personalidade frágil e de psique (emocional) desestruturada, que carecem de confiança em si mesmo, que não conseguem caminhar com as próprias pernas (leia-se não possuem confiança em si mesmo para se relacionar com Deus, mas precisam de “mecanismos” para empurrá-los a Deus), de forma que, através das regras escravagistas, através das doutrinas sofisticadas e inovadoras (heresias para os cristãos) – os mecanismos – elas acabam se sentido seguras e estáveis espiritualmente por estarem fielamente submetendo-se aos caprichos e interesses da Igreja Cristã Maranata, os quais, no frigir dos ovos, não tem nada a ver com os princpios de Deus, mas sim com as necessidades da Instituição Igreja Cristã Manarata.

É isso.

E isso é deliberadamente construído pelos líderes da Maranata na consciência desse pessoal. Os líderes da Maranata “treinou”, “domesticou” sua membresia a ser assim. Os que enxergaram isso, que não precisam de homens e rudimentos de homens, sairam na maior tranquilidade, desencanados, da Igreja Cristã Maranata. Os que não enxergaram isso ou mesmo que NÃO QUEREM ENXERGAR, por opção própria, numa covardia ridícula, continuam lá sendo marionetados por esses líderes religiosos.

Falta Jesus, verdadeiramente, no coração dos membros da ICM.

Não conheço um cristão de fato, aquele que surpreende nós por seu amor e fé no Senhor, que aceita esses rudimentos da Igreja Cristã Maranata.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12504

maranata – A familia que o marido ou a mulher nao participa é chamada de “lar dividido”. Quem divide o lar é essa seita maldita que faz acepção de pessoas e classes sociais (especialmente os mais pobres e/ou negros)

Conheço essa fabrica de mentiras (obra) desde os primordios da sua criação.

Ja vi muitos desmandos, armações, revelagens, cinismo, preconceito, falta de amor ao proximo, ganancia, intrigas, profetadas, mentira e maracutaias pra encher um livro duas vezes maior do que a biblia. Graças a Deus eu ja me retirei dessa seita lavadora de mentes e limpadora de bolsos a muitos e muitos anos atrás,na época em que quem saia era tratado como verdadeiro leproso, criatura abominavel, ser sem carater e desprezivel, alguem que nao merecia ser nem comprimentado na rua (o singelo estilo maranata de ser) inclusive por familiares.

Durante anos a fio sentia o desdem dos que se autodenominam as criaturas mais santas da terra, incomparaveis, intocaveis. As vezes achava que eles nem tocavam o chão, que flutuavam nos ares, tamanha a sua santidade. Mas o meu problema era questionar.

Nunca aceitei o tal do “ossorevelo”. Seguir a algo que não tinha base biblica, jogo de adivinhas (ou bibliomancia, como queiram), que quase a totalidade das vezes falavam vagamente e genericamente, coisas que poderia ser muito bem encaixadas no culto pra qualquer um dos que ali estavam. Quem nao tem alguem doente em casa, ou com problemas de dinheiro, ou no relacionamento, ou com os filhos? Nao por falta de fé mas porque simplesmente nao tinha sentido algum pra mim.

Me lembro de uma menina que havia nascido com uma anomalia genética e os médicos disseram que ela teria sérios problemas de fala e locomoção, o que realmente se confirmou com o passar dos anos. Dai então começaram os “dons e visðes e revelações” de que ela estava curada. A familia anunciou a todos a cura e que em breve ela estaria andando. Resultado: ela esta na cama sem falar e andar até hoje, já uma moça. Quando questionados sobre o fato, os reveladores dizem que o preço não foi pago, que faltou fé ou qualquer outra desculpa esfarrapada do genero. E a pobre familia ainda serve a esse “deus obra” a espera de um milagre.Tanta gente enganada, tantos anos perdidos, tantos dedos apontando o defeito das outras religiðes, tantas familias separadas, tantos seminários fajutos ensinado a arte do não pensar.

A familia que o marido ou a mulher nao participa é chamada de “lar dividido”. Quem divide o lar é essa seita maldita que faz acepção de pessoas e classes sociais (especialmente os mais pobres e/ou negros). Hoje com a verdade vindo a tona incrivelmente alguns até falam comigo e sentem o lado reverso da moeda. Agora quem esta lá que é visto como obtuso, enganado, herético e servo da mentira. Agora eu é que digo, e então? A revelação só serve pra alguns? E o alto clero esta acima dela(gedelpapa)?

Bem, eles podem até estar acima da “revelagem” mas não estão acima da verdade. E espero que apesar da nossa justiça ser lenta, e apesar do super advogado pago a peso de ouro com o dinheiro dos proprios fieis, que ela pelo menos exponha a face macabra deste homem sedento de poder, que anda rosnando pelos quatro cantos, destilando ódio por onde anda, em sua furia contra aquilo que ele não pode deturpar: os fatos!

Cavaleiro veloz, parabens pela coragem, pois sei muito bem o que é ser olhado de banda e perseguido por essa turma de mais santos do que os santos. Continue o bom trabalho até que todas as pessoas estejam libertas do jogo sujo da dominação das mentes.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12504

maranata – filhos punidos em nome de um "deus obra"

Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Is 49: 15
“Ainda…” é quase impossível uma mãe se esquecer de um filho, por isso o Senhor que conhece o nooso coração, e sabe desse amor que sentimos pelos nossos filhos, deixou registrado, que acima desse sentimento maternal, só o Seu grande e infinito amor.
E a voces, queridas irmãs mães, que ainda se encontram na icm-pes, que tantas vezes viram seus filhos serem punidos por nada, não permitam mais que homens tiranos, subjulguem seus filhos, em nome de um “deus obra”, que nada tem de Consolador, mas sim de usurpador.
O nosso amado Jesus, descrito nas Escrituras Sagradas, é manso, suave e perdoador. Procurem-No em outro lugar, onde a união da família é valorizada, já que foi o primeiro ministério instituído por Deus, diferentemente da icm-pes que separa, em nome de uma obediencia cega, e contrária à Palavra do Senhor.
Feliz dia das mães!
Que o Nosso Senhor, as abençoe muito!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/apaixonei-me-pela-obra-e-agora/