maranata – Infelismente ainda tenho muitos parentes e familiares envolvidos nessa seita. Não gostaria que eles sofressem mas não vejo outro destino enquanto eles continuarem nesse caminho do engano, e dominação da mente.

Fui participante desta tão propalada “obra” desde criança levado pela minha mãe(já se vão ai uns bons vinte anos)e sempre fui rotulado e execrado como o tal cabritinho,aquele que não aceita a “revelação” a palavra do santo homem que tudo sabe e tudo vê, pois nunca engoli certas revelagens e profetadas que me tentaram enfiar goela abaixo.

Sempre achei que Deus me deu dicernimento sobre o certo e o errado, o moral e o ético e isso sempre bastou para pautar minha vida no caminho da retidão e na formação do meu carater. O que mais me matava de raiva era aquele olhar de pena sobre mim, tadinho ele não alcançou a revelação, ele questiona tudo, é um pobrezinho. Pois bem, nessa de revelação eu vi adulterios sendo cometidos, vinganças, peseguições, abusos psiscológicos e físicos, preconceitos (de raça, classe social e etc), robalheiras (pequenas e grandes) e muita cara de pau desse senhor (pastor Deus é ti) que se intitula o dono da verdade, o principe da palavra revelada(a foto dele com pescocinho de lado e soriso maroto na delegacia foi cômica).

Sera que ele estava tão alheio a tudo que estava acontecendo? e a tal revelação? So serve pra ver quem chegou queimado de praia e não vai poder tocar, ou pra quem não da o dizimo fielmente? Bem só sei que ele contratou o advogado mais caro do estado (…) e duvido que Deus é ti vai pagar do bolso dele… Haja dizimo galera.

Infelismente ainda tenho muitos parentes e familiares envolvidos nessa seita. Não gostaria que eles sofressem mas não vejo outro destino enquanto eles continuarem nesse caminho do engano, e dominação da mente.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/12/banquete-de-ladroes/comment-page-3/#comments