maranata – Sabem que o que não falta é palavra de morte, contra os que saem, por isso o medo. Como o que estão fazendo agora com as 23 pessoas que saíram da igreja de Jardim da Penha I – em Vitória.

Quanto mais essa “obra” nos julga, condena, amaldiçoa, mais temos a certeza de que tomamos a decisão certa.

Vendo a última vigília em BH, dirigida pelos pastores Maurício e Sergio, tive muita pena do que aquele lugar se tornou, se é que um dia foi. Profetadas e mais profetadas, línguas muito estranhas. Louvor arrastado e sem nenhuma alegria.

E nada de JESUS

Coitado daquele povo! Quantos queridos ainda estão lá, precisando de força para romper com esse sistema enganador.

Sabe CV e irmãos, tem muita gente entregando suas funções, indo à igreja, uma ou duas vezes por mês, desiludidos com tudo, mas sem forças pra chutar tudo pro alto e começar de novo, em outro lugar. A maioria irmãs com filhos. Por isso a necessidade de nossas orações, como também de estarmos sempre aqui, postando alguma coisa, pois é aqui, que muitas tem encontrado um pouco de consolo.

Assim como me ajudaram, tem ajudado a muitos que ainda se encontram prisioneiros naquela “obra”, que pode ser tudo menos igreja – corpo de Cristo. Igreja – corpo de Cristo é lugar de consolo, conforto, amor, alegria, paz, segurança e certeza de vida eterna com Jesus.

Lá, mentiras, heresias, maldições, profetadas, e muita pressão pra segurar o povo, a qualquer preço. Sabem que o que não falta é palavra de morte, contra os que saem, por isso o medo.

Como o que estão fazendo agora com as 23 pessoas que saíram da igreja de Jardim da Penha I – em Vitória. Gente honesta e temente a Deus, com 20, 30 e até 40 anos de “obra”, taxados agora de todos os “adjetivos”, próprio de um icemita formatado. Mas “a boca fala, do que o coração está cheio”, então fazer o quê? Só nos resta orar e GRITAR, aqui nesse blog.

Porque esse SOM não para de ecoar!
.
.
Amados, Ângela nos chama atenção para este fato: ORAÇÃO!

E nós podemos ORAR, sim! isso podemos… E me lembro dos primeiros começos do Blog e pensava: é nada em comparação ao que eles precisam. Foi nessa ocasião que escrevi um artigo ainda não publicado, falando algo a respeito de Elias saindo de Querite e indo para Sarepta à espera dos dias… Depois, este inesquecível profeta dirigiu-se ao monte Carmelo, e, com a descida do fogo de Deus consumindo o novilho no altar restaurado (e até lambendo a água que escorria), a obra dos meia-solas remendados por Nabote e Zesabel (quem lê entenda) foi destruída.

E aconteceu que neste incidente algo mais restava; e é quando nós encontramos o amado profeta de cabeça enfiada entre os joelhos, esperando o mover do Eterno e Todo-Poderoso para socorrer os desesperançados da terra. E ele orou com insistência, até que bem distante apareceu a nuvem, pequena como o punho de um homem… Era o sinal da grande tempestade…

Filhos de Deus, com Elias, o amado “homem de Deus”, aprendemos lições de perseverança na oração. Entreguem-se à oração perseverante. Este é o momento de consolar desesperados, curar feridos, dirigir os sofredores, fortalecer os que manquejam de opressão. Infelizmente, como instituição a ICM se nos apresenta cidadela de ofensas, pedra de tropeço e poço de iniqüidades. O ninho está sujo… muito sujo.

Olhem o cenário de cada família dos retirantes. (Comentei a obra de C. Portinari com este título. Cena forte mas não nos parece a realidade dos retirantes?) O gedeltismo mentiu e semeou a desesperança, a fome, a loucura, a profetada e tradições de vaidades. Porém, o Deus da Consolação em breve esmagará a Satanás usando nossos pés, sim! os pés daqueles que não se permitem cansar, nem desanimar; mas ousam crer que Ele é poderoso para nos sustentar ainda que andemos pelo vale das sombras e da morte…

Orem! Peçam a Deus uma capacitação especial neste sentido. Na sua casa será como aconteceu a Elias: pequeno o sinal da resposta mas de repente o quebrantamento de coração, com lágrimas… abundantes lágrimas de gratidão pelo livramento das amarras, doenças e medos; livramento das maldições e profetadas… algo que o Espírito de Cristo Jesus está disposto a conceder.

SIM! Nós podemos orar… e orar com ações de graças… até que os Céus se abram e desçam chuvas de bênçãos sobre a secura dos corações doentes de desesperança.

Paz.

CV.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12179