igreja maranata – quase 200 pastores saíram por causa do desvio de 300 milhões! Embora o PES negue e afirma q só foram 20. Em Itapoã e adjacências de Vila Velha, as igrejas esvaziaram em pelo menos 75% dos membros…cultos vazios mesmo

alesninja disse:

22/01/2012 às 14:00 (REPARE NA DATA!)

Wendel APDSJ,
De maneira alguma pense q estou sendo “o anunciante algoz do fim”, ok?! Mas como tenho acesso a estas informações diariamente, não posso pecar omitindo a verdade a vc. A Palavra em Tg diz assim:”aquele que sabe fazer o bem, e não o faz comete pecado”…vc deve conhecer bem isto. Bom, vamos lá…quase 200 pastores saíram por causa do desvio de 300 milhões! Embora o PES negue e afirma q só foram 20. Em Itapoã e adjacências de Vila Velha, as igrejas esvaziaram em pelo menos 75% dos membros…cultos vazios mesmo! O pr Mário Moraes,” o gordinho careca”, tb saiu, pois não suportou tanto engano e já abriu 05 templos com outro nome. O pr Fernando Ataíde já havia tentado sair diversas vezes, mas foi convencido a ficar..hummm acho q desta vez ele sai, até pq ele é bem sensato. Mano me sinto como vc, ou seja, fomos enganados durante todo o tempo!

fonte: http://obramaranata.wordpress.com/2011/04/05/a-icm-e-a-doutrina-do-medo/#comment-361

igreja cristã maranata – As 7 Regras do Abuso Espiritual

As 7 Regras do Abuso Espiritual

igreja cristã maranata1) Scripture Twisting (Distorção da Escritura): para defender os abusos usam de doutrinas do tipo “cobertura espiritual”, distorcem o sentido bíblico da autoridade e submissão, etc. Encontram justificativas para qualquer coisa. Estes grupos geralmente são fundamentalistas e superficiais em seu conhecimento bíblico. O que o líder ensina é aceito sem muito questionamento e nem é verificado nas Escrituras se as coisas são mesmo assim, ao contrario do bom exemplo dos bereanos que examinavam tudo o que Paulo lhes dizia.

2) Autocratic Leadership (liderança autocrática): discordar do líder é discordar de Deus. É pregado que devemos obedecer ao discipulador, mesmo que este esteja errado. Um dos “homens de Deus” de uma igreja diz que se jogaria na frente de um trem caso o “Líder” ordenasse, pois Deus faria um milagre para salvá-lo ou a hora dele tinha chegado. A hierarquia é em forma de pirâmide (às vezes citam o salmo 133 como base), e geralmente bastante rígida. Em muitos casos não é permitido chamar alguém com cargo importante pelo nome, (seria uma desonra) mas sim pelo cargo que ocupa, como por exemplo “pastor Fulano”, “bispo X”, “apostolo Y”, etc. Alguns afirmam crer em “teocracia” e se inspiram nos líderes do Antigo Testamento. Dizem que democracia é do demônio, até no nome.

3) Isolationism (Isolacionismo): o grupo possui um sentimento de superioridade. Acredita que possui a melhor revelação de Deus, a melhor visão, a melhor estratégia. Eu percebi que a relação com outros ministérios se da com o objetivo de divulgar a marca (nome da denominação), para levar avivamento para os outros ou para arranjar publico para eventos. O relacionamento com outros ministérios é desencorajado quando não proibido. Em alguns grupos no louvor são tocadas apenas músicas do próprio ministério.

4) Spiritual Elitism (Elitismo espiritual): é passada a idéia de que quanto maior o nível que uma pessoa se encontra na hierarquia da denominação, mais esta pessoa é espiritual, tem maior intimidade com Deus, conhece mais a Biblia, e até que possui mais poder espiritual (unção). Isso leva à busca por cargos. Quem esta em maior nível pode mandar nos que estão abaixo. Em algumas igrejas o número de discipulos ou de células é indicativo de espiritualidade. Em algumas igrejas existem camisetas para diferenciar aqueles que são discípulos do pastor. Quanto maior o serviço demonstrado à denominação, ou quanto maior a bajulação, mais rápida é a subida na hierarquia.

5) Regimentation of Life (controle da vida): quando os líderes, especialmente em grupos com discipulado, se metem em áreas particulares da vida das pessoas. Controlam com quem podem namorar, se podem ou não ir para a praia, se devem ou não se mudar, roupas que podem vestir, etc. É controlada inclusive a presença nos cultos. Faltar em algum evento pro motivos profissionais ou familiares é um pecado grave. Um pastor, discípulo direto do líder de uma denominação, chegou a oferecer atestados médicos falsos para que as pessoas pudessem participar de um evento, e meu amigo perdeu o emprego por discordar dessa imoralidade.

6) Disallowance of Dissent (rejeição de discordâncias): não existe espaço para o debate teológico. A interpretação seguida é a dos lideres. É praticamente a doutrina da infalibilidade papal. Qualquer critica é sinônimo de rebeldia, insubmissão, etc. Este é considerado um dos pecados mais graves. Outros pecados morais não recebem tal tratamento. Eu mesmo precisei ouvir xingamentos por mais de duas horas por discordar de posicionamentos políticos da denominação na qual congregava. Quem pensa diferente é convidado a se retirar. As denominações publicam as posições oficiais, que são consideradas, obviamente, as mais fiéis ao original. Os dogmas são sagrados.

7) Traumatic Departure (saída traumática): quem se desliga de um grupo destes geralmente sofre com acusações de rebeldia, de falta de visão, egoismo, preguiça, comodismo, etc. Os que permanecem no grupo são instruídos a evitar influências dos rebeldes, que são desmoralizados. Os desligamentos são tratados como uma limpeza que Deus fez, para provar quem é fiel ao sistema. Não compreendem como alguém pode decidir se desligar de algo que consideram ser visão de Deus. Assim, se desligar de um grupo destes é equivalente a se rebelar contra o chamado de Deus. Muitas vezes relacionamentos são cortados e até familias são prejudicadas apenas pelo fato de alguém não querer mais fazer parte do mesmo grupo ditatorial.

***Ronald M. Enroth, americano, sociólogo da religião, que escreveu um livro a respeito do abuso espiritual (Churches that abuse), após horas e mais horas de depoimentos de ex-membros da Jesus People USA, um grupo religioso dos EUA

maranata – inúmeras famílias (inclusive de pastores! aleluia!) estão apenas aguardando o resultado das apurações do ministerio publico para dizer adeus a esse ambiente sujo e cheio de corrupção.

Glória a Jesus porque a cada dia mais e mais pessoas tem sido libertas do jugo do gedeutismo.

Não falo de uma ou duas pessoas não, FAMÍLIAS INTEIRAS tem conferido o que está acontecendo na ICM e o que a Bíblia diz a respeito. Elas não acreditam mais nas mentiras ditas via circular e muito menos nessa onda de vigílias “fogo puro” que estão sendo realizadas para enganar o povo com profetadas e cultos pseudo-carismáticos (tudo isso tem sido feito para ocultar a verdade e prender o povo nas igrejas).

A DEBANDADA É GERAL!

A debandada chegou com força total no polo de novo mexico (atual polo de araças / vila velha). Famílias inteiras das igrejas desse polo tem abandonado as mentiras e a hipocrisia da ICM e tem procurado igrejas evangélicas sérias e comprometidas com as doutrinas bíblicas para servir a Deus.

Nesta semana mais uma FAMÍLIA INTEIRA abandonou a ICM. São pessoas que estavam há décadas na ICM e ocupavam as mais diversas funções: diaconato, obreiro, professoras, membros dos grupos de intercessão, de senhoras a frente, de louvor, de instrumentistas… Todos cansaram de ser espancados via púlpito e nas reuniões a portas fechadas. Eles tiveram seus olhos abertos pela Palavra para viverem segundo a Bíblia e não segundo as heresias maranáticas inventadas pelo gedeutismo. Não se curvaram ao ídolo “OBRA” e foram libertos por Jesus!

Outras inúmeras famílias (inclusive de pastores! aleluia!) estão apenas aguardando o resultado das apurações do ministerio publico para dizer adeus a esse ambiente sujo e cheio de corrupção.

A fila de retirantes só aumenta e eles tem ficado maravilhados com as experiências que tem tido em suas novas congregações evangélicas. Glória a Deus!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/me-desesperei-quero-fugir-do-ninho-e-nao-sei-como/

Maranata – milagres pré-fabricados e enlatados para os escravos da obra

Pensei que nada mais me chocava, mas hoje fiquei sabendo de mais uma.
Nos foi falado na igreja que orássemos pela gravidez da esposas do Pr. Marcelo, na época da igreja Maranata do posto Mobby Dick e, Vila Velha/ES pq na ultrasom havia detectado que a criança ia ncer co síndrome de down… Quando a criança nasceu… Falaram em MILAGRE pq a criança havia nascido normal.

Hj fiquei sabendo por familiares dele que nao são da ICM que essa ultrassom com diagnostico de síndrome de dawn NUNCA EXISTIU.

Usam o nome de Deus em vão, brincaram com nossas orações e com nossa fé…. IMPERDOAVEIS!!!!!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/04/os-filhos-da-instigacao-do-odio/