maranata – A lavagem cerebral pela qual passam todos os membros filiados a esta seita é muito forte. E olha que estou falando com conhecimento de causa, pois frequentei esta seita durante muitos anos e não foi nada fácil ficar livre deste mal.

Gostaria de deixar uma palavra para a irmã Mariasoturno do comentário nº 06. É irmã, pelo que voce disse, então o seu líder (Sr.Gedelti) não vai subir também não, pois o que mais ele faz é contender com aqueles que se retiram da seita ICM, esbravejando e lançando maldições contra estes irmãos.
Na verdade, pelo que eu tenho entendido, a nossa preocupação não é com aqueles que se sentem bem na ICM, mesmo estando cientes dos fatos que ali vem ocorrendo envolvendo diversos crimes (em tese) praticados pela cúpula desta “igreja”, pois tem gente que mesmo sabendo que uma determinada postura adotada poderá levá-la à morte, prefere morrer do que abandoná-la.

Entendo que a preocupação daqueles que foram libertos desta seita e deixam comentários neste blog é com aqueles irmãos e irmãs que não estão aguentando mais o sofrimento que vêm passando ali e que desejam se retirar, mas não encontram forças para tal. Sabe porque? A lavagem cerebral pela qual passam todos os membros filiados a esta seita é muito forte. E olha que estou falando com conhecimento de causa, pois frequentei esta seita durante muitos anos e não foi nada fácil ficar livre deste mal.

Finalizando, entendo que o objetivo destas postagens é justamente ajudar a estas pessoas. Se voce se enquadra neste grupo de irmãos, vai lendo os comentários. Quem sabe os seus olhos serão abertos tambem? Um abraço e fique com Deus!

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/#comment-12135

maranata – gedelti gueiros – Ele está na cúpula da igreja desde a sua fundação e há cinco anos é seu presidente.

“As investigações dos promotores mostram, porém, uma realidade diferente. A análise de documentos e até os depoimentos de fiéis e empresários que eram fornecedores da igreja revelaram que Gedelti Gueiros é tido como um líder absoluto, uma espécie de mito que detém o controle da Maranata. Ele está na cúpula da igreja desde a sua fundação e há cinco anos é seu presidente.

A gestão da Maranata estava nas mãos dele e de seus assessores diretos – vice-presidente, diretores, secretários, assessores e membros do conselho presbiterial. Juntos nomeavam e delegavam poderes e cargos estratégicos, aprovavam e avalizavam contas e condutas. Isso, segundo as investigações, indica que Gedelti sabia de tudo o que acontecia na igreja, não só no âmbito religioso, mas também administrativo.

Essa competência está prevista no estatuto da igreja que vigorava até o final do ano, quando foram feitas as denúncias de fraude. Ao presidente, segundo o documento, cabe: “Convocar e presidir reuniões, representar a igreja e indicar assessoria administrativa, econômica, jurídica e outras”.

Concentração

Outra conclusão dos promotores é de que a administração de toda a estrutura da igreja está centralizada no Presbitério, localizado em Vila Velha. De lá parte todo o comando administrativo e espiritual seguido com rigor pelos pastores nos mais de cinco mil templos no Brasil e exterior.

É também no Presbitério que está o caixa único da igreja, que recebe os recursos oriundos do dízimo de todos os templos. A Maranata não informa quanto arrecada por mês, mas sabe-se que é a segunda em número de evangélicos no Estado e uma das que mais cresce no país. Foi dessa conta que os recursos foram desviados.” (A GAZETA)

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/fabrica-de-meia-solas/#comment-11718