maranata – Então voltei aqui e lendo os artigos e comentarios, cheguei a conclusão q não era coisa da minha cabeça…Era Deus falando comigo

Boa noite a todos os irmãos. Quero deixar registrado aqui o meu relato do tempo que passei nessa denominação q se diz cristã.

Sou evangelica desde os 14 anos e amo a Palavra de Deus. Sempre lia e estudava inclusive outros livros q falvam sobre seitas e heresias, mas nunca havia me deparado com uma igreja pseudocristã. Estamos acostumados a pensar em TJs, Maçonaria, Mormons, Adventistas do Setimo dia como seitas hereticas e nem imaginamos que existem piores q essas. Enfim…

Aos 27 anos comecei a namorar um rapaz da ICM e fui no culto com ele. Achei o lugar simples, as pessoas me receberam muito bem e o culto muito bem organizado, louvores bem cantados…. acabei me deixando ficar, pois minha denominação era muito grande e na ICM tinha tanta atenção… Envolvi-me depressa e nem parei para questionar biblicamente as doutrinas… como era novidade pra mim, fiquei mesmo obsolvendo o q me passavam e rapidamente cresci. Em tres anos já estava no GL, já tocava violão e já tinha a maioria dos seminarios. Todo mes estava no maanaim reciclando e era mnuito conhecida por lá.

Mas aqui estamos falando de discriminação e preconceito e então vamos a minha experiencia.

Depois de quase dois anos na ICM meu namoro acabou. Apesar disso os jovens estavam senore comigo e as vezes saiamos pra lanchar. Na epoca eu trabalhava e ganhava um alto salario e não poucas vezes eu pagava o lanche de alguem ou até mesmo seminarios. Lembro-me de uma rixa entre os jovens q tinham funções q sempre saiam juntos e os jovens sem função sempre ficavam de fora, até o diacono reunir os jovens e proibir qualquer saida sem q todos fossem convidados. Como tinha muitos grupinhos, acabou q raramente passamos a sair juntos.

Qd fui mandada embora, depois de um tempo comecei a trabalhar num escritorio onde ganhava menos, mas tinha tempo de estar na igreja todos os dias e nos finais de semana. Gradativamente fui me afastando dos amigos q não eram da ICM e tb da familia. Ao mesmo tempo eu percebi q os jovens tinham mudado comigo e por dois motivos: finaceiro, pq não ficava mais pagando nada pra ninguem e afetivo: eu tinha mais de 30 e não pensava em casamento, como não penso até hj.

Fui muito discriminada por querer ser solteira e servir ao Senhor e tinha uma jovem q sempre q podia, me humilhava por isso. Um dos erros maiores dessa igreja é proibir os jovens de se relacionar com jovens de outras denominações. Se vc o faz, é pressionado a trazer a pessoa pra ICM ou a terminar. Eu presenciei muito isso. Por essa razão q tem tanta jovem solteira, mesmo pq os varões só querem garotas tipo modelo e quem vai querer namorar uma gordinha como eu? Principalmente uma gordinha q começou a questionar as coisas? E uma gordinha questionadora e pobre? Pra ICM tudo isso é deficiencia e correm disso.

Um dia o pastor me chamou, junto com a jovem q gostava de me humilhar e disse q o Senhor tinha revelado nós duas para sermos responsaveis por inscrição de seminario. No momento em q nos ajoelhamos pra orar, ela fala no meu ouvido: Tinha q ser com vc? E depois, longe dos pastores disse q não queria nenhum tipo de amizade comigo pq não tinha nada a acrescentar a ela. E mesmo levando isso ao pastor, fui tratada como problematica. Deixei na mão do Senhor e apesar de mal nos falarmos, desempenhei bem a função.

Lendo as postagens da Euripia, devo concordar com ela quanto ao trabalho de Libras. Eu tb fiz a oficina e apesar de ter aprendido com facilidade e me emprenhar para estar interprete, depois da prova, pessoas q mal sabiam fazer uma frase em libras tinham sido “levantadas” interpretes e eu apenas como auxiliar. Botei a boca no trombone, falei com todas as professoras, indignada com aquilo. Eu tinha me esforçado pra nada? Duas semanas depois o pastor me chama e diz q agora eu poderia interpretar em qualquer igreja e pra eu dar essa noticia a todos os q riram de mim….ele sabia mais do q eu. E mesmo conseguido isso, não tinha mais vontade de interpretar. E durante o ultimo ano q estive na ICM, não interpretei nenhuma vez. Pq entendi naquele momento q não era pq Deus mostrou, mas pq homens mudaram de opinião.

Qd resolvi morar sozinha, consegui uma kitinet pertinho da igreja, na intenção de me dedicar mais, alem de ficar livre do problema do alcoolismo do meu pai. Apesar dos 6 anos q tive na ICM, esse quadro do meu pai não tinha mudado e não dava mais pra continuar vivendo com ele. Com apoio da minha mãe e meus irmãos, me mudei pra kitinet q uma senhora da igreja alugou pra mim. Sem o problema do meu pai q me fazia ficar mais tempo na igreja, passei a analisar melhor as coisas e a questionar.

Pesquisando, voltei a esse blog q eu tinha visitado a tres anos atras, mas achava q estava pecando contra a “obra” por estar aqui. Só q eu voltei a ler a Biblia como antes e com o escandalo, minha mente, q já estava clareando, se libertou de vez. Então voltei aqui e lendo os artigos e comentarios, cheguei a conclusão q não era coisa da minha cabeça…Era Deus falando comigo. No inicio fiquei zangada, me acando a maior das burras por não ter visto as heresias pregadas e ter aceitando sem confrontar na Palavra, mas depois as coisas foram voltando aos seus lugares e experimentei a liberdade em Cristo.

A mudança foi logo sentidda: de frequentadora assidua e participante de tudo, comecei a aparecer exporadicamente na igreja, sempre acompanhando as noticias e sempre q falava com algum amigo ou irmão da ICM, na maioria das vezes era agredida, ignorada e alguns me excluiram do facebook.

A ultima foi uma “palavra profetica” armada num culto de sabado, sem a presença do pastor onde o obreiro interpretou o diacono dizendo o absurdo q não vou esquecer: “Minha jovem (era mes de março e na igreja raramente tem palavra profetica direcionada a jovens, sem ser no mes tematico dos jovens), eis q te digo q seus pensamentos e sentimentos em relação a minha obra não me agradam. O homem é falho, mas minha obra é perfeita. E te dou poder para vencer esses pensamentos”. Todo mundo percebeu q era pra mim, a igreja estava praticamente vazia, e só tinha membro, sem visitante. Depois dessa, e no dia seguinte o pastor dizer q teve um dom, mas sem contar e falar q tinha q receber imposição de mãos por uma semana, eu decidi q realmente ali não era meu lugar.

Tem duas semanas q saí do ninho q não tem amor, coisa q cobrava demais dos irmãos e q ninguem me ouvia (chegaram a dizer q os membros me evitavam pq eu gostava de unir todo mundo e não tinha preconceito de ninguem. De fato, só os “excluidos” me procuravam) apenas diziam q eu devia fazer a obra q Deus cuidava do resto. E minha saida provocou algumas reações contrarias, fui taxada de caída e ainda não sei se a senhora vai permitir ficar na kitinet alugada, pois ela já percebeu q eu saí. Mas teve irmãos q não se chatearam, apenas disseram pra eu não sair da presença do Senhor.

Hj, depois de voltar para minha antiga denominação, acompanho de longe o desmoronar do palacio da rainha desfigurada. De vez em quando algum irmão de lá me procura e me dá razão. E entendem o pq de tantos posts falando da verdadeira e sã doutrina q está na Biblia, do jeito q está escrito.

Agradeço a todos pela paciencia de ler minhas muitas palavras.

CV, sempre q posso, divulgo o blog. É um oasis no deserto.

A todos, A paz do Senhor Jesus.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-13543

Aumenta o múmero de mulheres que chegam aos consultórios de psicólogos buscando ajuda para saber lidar com este problema de SOLIDÃO

ESTOU CANSADA de ver mionhas filhas serem abandonadaspeos maridos para estarem em mutirões seminários, cultos proféticos, reuniões 7 horas, 9 horas, visitas… ENFIM, pelo amor de Deus, dêem um tempo aos esposos para que sejam família, tenham lazer com os filhos…
A IGREJA ESTÁ DIVIDINDO OS CASAIS e não pode ser assim. Deus uni os membros da família e não os separam mas tem desejo de ver aqueles que Ele uniu estarem juntos. Os filhos precisam do pai e de ver seus pais juntos…
Eu falo, porque os vejo vivenciando esta lamentável separação. Aumenta o múmero de mulheres que chegam aos consultórios de psicólogos buscando ajuda para saber lidar com este problema de SOLIDÃO… ONTE ESTAR O AMOR????

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/05/me-desesperei-quero-fugir-do-ninho-e-nao-sei-como/#comment-11054

Testemunho de obreiro da maranata – Se eu pudesse voltar…

E com tudo isto, nada acontece e somos totalmentes ludibriados!!!
Coitado de quem continua acreditando….
Coitado de quem acreditou, como eu mesmo acreditei um dia.
Sem não cair a ficha de muitos estes ainda perderão alguns anos e, quande despertarem, talvez muito, mas muito mesmo de suas vidas já tenha sido deixado para trás e não há como voltar ao passado.
Se eu pudesse voltar nunca teria me envolvido neste sistema, nunca mesmo!!!!!
Agora é catar os cacos e prosseguir, pois Jesus não decepciona ninguém e, nele, somente nele continuo a confiar.
Podem perguntar: Será que Deus não sabia disto tudo? Claro que sim, mas Ele sempre respeita o livre arbítrio de cada um e também é longâmino como não podemos entender. Sempre espera que o homem se arrependa. É o amor incondicional.
Deixei-me levar pelo engano, pela manipulação, perdi meu tempo dedicando somente a tal obra que não era do Senhor, ajudando simplesmente a enriquecer os outros e a minha vida ficando para trás. Assim como eu, muitos devem ter perdido o tempo, o que não se recupera.Fazer o quê? Agora é recomeçar.
Tudo isto é uma vergonha! E ainda tem gente querendo defender este descaramento!!!
Acorda gente deste pesadelo! Não tem mais o que ver. É tudo uma grande mentira para enriquecer muitos.
Sem mais palavras!!!!

Testemunho de uma obreira da igreja cristã maranata

Acho que todos devem ter experiências amargas para contar sobre dons e consulta à palavra,eu tenho várias.Logo que começamos a ir na icm, eu e meu marido queríamos comprar uma pequena empresa,consultamos na igreja e compramos,conclusão:falência,começou falida e não conseguimos ergue-la.As pessoas diziam para não olhar para os erros humanos e blá,blá,blá…um pouco mais tarde,morávamos ao lado de um amigo que nós mesmo levamos pra igreja,parecia ter largado os vícios,mas,sentíamos cheiro de maconha vindo da casa dele.Ele ia todos os dias pro cp e entregava dons que dirigiam o culto,era tido como uma benção,ninguém acreditava quando eu falava que ele usava drogas.Ele foi para os EUA e quando voltou,não ia mais na igreja e foi preso por tráfico.Confessou que nunca parou de usar drogas quando estava na igreja.Durante quinze anos vimos adúlteros ordenados pastores,estelionatários que cobravam propina de empresas que eram pastores,um pai pedófilo que abusou sexualmente das filhas pequeninhas e os pastores colocaram o assunto em baixo do tapete pra ninguém saber,enfim,todo tipo de sugeira sendo feita por gente que entrega dons.A gota d’agua que me fez não acreditar mais na icm foi quando eu levava meu pai na igreja e,como ele era visitante,sempre oravam com ele e traziam dons de benção a respeito da empresa que ele tinha e se incomodava muito com funcionários e com as contas apagar.As visões sempre eram de vitória,que o “senhor” estava cuidando de tudo e toda aquela estória que a genteconhece.As bençãos não vieram,pelo contrário,meu pai foi assassinado com vários tiros na cabeça por um funcionário que não gostou de ser demitido.Vocês acham que uma igreja pode brincar assim com a vida das pessoas?Eu não culpo os irmãos que traziam os “dons” porque são enganados por esse sistema que banaliza as coisas de Deus,eu também fui muito ‘usada com dons”,na verdade,éramos forçados a ter uma pseudo espiritualização.Engano,puro engano,Deus não está nisso.Ainda tem muitas coisas pra contar,acho que só escrevendo um livro pra caber

fonte: http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?cmm=1278527&tid=5564461574654993318&na=2&npn=8&nid=

Testemunho de uma obreira filha de pastor da maranata

Eu já fui um Maranata…Filha de pastor e sei que realmente existe um grande preconceito com a pobreza.O dinheiro é TUDO para a ICM. Tanto que não gastam para nada, desde limpar igreja até construção de templos nunca houve contratações de profissionais sempre a “contribuição de cada um”, o que eu chamo de escravidão.
Quantas “vaquinhas para comprar instrumentos para a igreja já tive que fazer?
Lema: Achegai- vos a eles (os ricos) e eles se achegarão a vós”
Fazia parte de um “grupão” de Louvor” que foi peneirado da seguinte forma:
A pessoa que ensaiava o grupão era a Esposa do Pastor. Ela escolhia as pessoas a dedo e marcava seus ensaios… O ” ensaio dos melhores” começava… Saíamos de onde estavamos para ir pra esse grupo ( daqui nasceram vários CD´s de pessoas que estudava na EMES comigo). A gente tinha que acompanhar de igreja em igreja até gravar seu CD. Depois de seu lançamento já era… Partia para o próximo CD. Nessas nossas visitas não haviam igrejas pobres, aliás, até em eventos já cantamos… ( Casamentos em outras denominações , festas para tocar sem espalhar) Pra vcs terem noção, mesmo eu ÑÃO SENDO MAIS MEMBRO DA ICM, no “shopping Maranata” como chamávamos Praia da Costa IV, me deram o violão elétrico sem fio, no meio da igreja para eu tocar pq nao tinha ninguem e a igreja VIP nao podia ficar sem instrumento né???
Aiaiai
Cansei!!

from http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/estelionato-religioso/

testemunho obreira da maranata

Caro CV,

Descobri o seu blog pesquisando sobre a ICM na internet e desde então (aproximadamente 2 meses), leio todos os dias, forma que encontrei para estar informada sobre os últimos acontecimentos da ICM, embora eu graças à Deus não esteja mais lá, meus familiares continuam, então procuro estar informada sobre os fatos.

Me sinto extremamente indignada, com a alienação dos icemitas, pessoas inteligentes, bem dotadas de conhecimento, como se deixam levar assim, como acreditam em tudo o que dizem os líderes da ICM? E o pior que agora como estão desesperados estão pegando ainda mais pesado, é um tal de seminário quase todos os finais de semana, vídeo conferência uma atrás da outra… e vejo minhas irmãs e mãe se afundando em meio todas essas heresias, e o pior é que os icemitas tem uma mente tão construída por falsas doutrinas que não aceitam nenhum tipo de questionamento… isso é preocupante…

PESSOAS VAMOS ACORDAR!!! PELO AMOR DE DEUS!!!
Caro CV, temos que fazer alguma coisa… seu blog é ótimo, é um canal de informação, mas acontece que a maioria que o lê já está fora da ICM, já tiveram os olhos abertos, porque na verdade aqueles que ainda lá estão, são orientados a não buscarem informações na internet, eles tem muito medo de ler isso tudo aqui…

Aqui em BH, parece que a maioria não sabe dos acontecimentos, ou na verdade sabem o que os líderes falam nas igrejas através das vídeos conferências…

Outro dia eu perguntei e minha irmã disse que está tudo correndo sobre “segredo de justiça” e que se a própria “obra Maranata” denunciou é pq a igreja não tem nada a ver com isso…

Fico pensando…
O povo saiu as ruas para reivindicar pelas eleições diretas para presidente, no movimento chamado “diretas já”, e poucos anos depois se concretizou o clamor da população…
Os estudantes caras pintadas saíram às ruas para pedir o “impechament” do presidente Collor de Mello, e foi concretizado…

Pq as pessoas da ICM aceitam tudo de braços cruzados, como se nada tivesse acontecendo?
Cadê a imprensa? Eles compraram???
Temos que lutar para que essa notícia esteja nos jornais de alcance nacional e não somente regional, aí no ES como vem acontecendo…

Informação é uma arma poderosa contra as astúcias ciladas do adversário…

Estamos numa guerra contra um sistema que está levando vidas para o inferno… e uma alma para o Senhor vale mais que o mundo inteiro…

Deve haver algum jeito de espalhar isso tudo mais rapidamente e fazer chegar até a imprensa NACIONAL…

Temos que desmascarar esse pilantras… que tem destruído famílias inteiras, formatado a mente das nossas crianças, dos jovens…

Temos que nos unir, nos movimentar… quem tiver idéias sobre isso por favor exponha aqui no blog para que juntos possamos fazer ecoar a verdade!!!

Fiquem na paz…