igreja cristã maranata – Conhecereis a VERDADE e a VERDADE, VOS LIBERTARÁ

“Conhecereis a VERDADE e a VERDADE, VOS LIBERTARÁ.” J.C.

“Eu sou O Caminho A VERDADE e a Vida, não há outro caminho até ao PAI.”
J.C.

Conhecereis a VERDADE e a VERDADE, VOS LIBERTARÁ

Conhecereis a VERDADE e a VERDADE, VOS LIBERTARÁ

A VERDADE liberta, o que eles precisam é ouvir A VERDADE. Nós deveríamos nos preocupar mais com as vidas, do que com a denominação maranata, afinal de contas é só mais uma entre milhares no mundo, e em comparação com algumas que têm milhões de adeptos, não vejo sentido em admoestarmos somente os de lá, ou criticar somente a maranata.
A maranata já foi um dia, melhor que as outras??!! Não!!!

As vidas que estão na maranata são mais importantes que as outras que estão sendo iludidas nas outras denominações??!!!, Não!!!

Já basta o pesar da mão de Deus sobre os cães, a nós, cabe amá-los como a nós mesmos, e quem tiver ouvidos para ouvir, ouça!!!

A seara é enorme e poucos são os trabalhadores, não deveríamos perder o nosso escasso tempo, para mencionar, PES, ICM, Maanain, Gedelti, governo, Amadeu, polícia federal, cadeia, prisão, punição, condeção, ministério público, justiça humana, etc…Isso tudo, faz parte do mundo, mas mencionaremos JESUS CRISTO, os nossos proventos serão maravilhosos.

E se eles tiverem que pagar, as dívidas deles com Deus, podem ter certeza, elas estão todas anotadas, eles não pecaram contra a justiça dos homens, mas sim contra a Justiça do Reino de Deus. Ao arrependimento nós os encaminharemos, pois nós pelo que percebo, não desviaremos do caminho, pois estamos convictos, mas é só o começo, temos que acertarmos a nossa dívida com JESUS CRISTO tbm, se o encontramos, agora o compartilharemos .
Tenham certeza absoluta de uma coisa: Deus não está se agradando da forma como aqueles que saíram de lá, estão procedendo, pois o que liberta é A VERDADE que conhecemos em JESUS, e a JUSTIÇA DO seu REINO, que julgará com A VERDADE, aqueles que lançaram mão da PALAVRA, mas não praticaram os ensinamentos de JESUS, e acabaram não experimentando, e nem sequer de leve, provando o banquete que Cristo preparou e deixou servido, a saber; A JUSTIÇA, A VERDADE E O AMOR.

Não ficará pedra sobre pedra destes lugares onde Deus não habita, e esses lugares nunca representaram a IGREJA DE JESUS CRISTO.

Então, neste momento agora, creio que precisamos muito meditar e trabalharmos nas vidas que estão indo para o mesmo buraco que cairão os seus guias, mas não só da marata, mas de todas denominações, pois são ovelhas cegas, e falaremos aos guias-cegos, para que eles, os lobos que se passam por pastores, que arrependam-se, pois a A IGREJA ESPIRITUAL é a NOIVA que se enamorará por CRISTO, e ela SEDUZIR á JESUS CRISTO , ela irá atraí-lo com a reciprocidade no AMOR, ela é incomparável, aplausível diante de DEUS, imaculada e misercódiosa com os cegos e perdidos, sejam eles os lobos, sejam eles as ovelhas guiadas pelos lobos, para que saibam que Deus é justo e que, antes do castigo, eles tenham a chance de se livrarem da morte ETERNA, e que, os que ouvirem a tua voz, descubram o quanto eles estão empobrecidos diante de DEUS, e aproveitem a oportunidade de tornarem-se ricos diante do mesmo.

Antes éramos escravos, e fugimos da escravidão do mundo, agora fomos cativados, mas não com grilhões e correntes e calabouços, mas seremos levados cativos e apaixonados pelo nosso cativador, que nos atará nas amarras do seu sobrenatural AMOR, e nos levará por caminhos antes inimagináveis, ou por onde não queríamos passar, e seremos destemidos como destemido foi, o nosso SENHOR, seremos ousados, até muito mais que alguns foram, durante o passado grandioso dos primeiros a adentrarem nos átrios espirituais da igreja espiritual de JESUS CRISTO.

E Deus selará esta união da NOIVA com o seu FILHO, para que dure, não só enquanto aqui vivermos, mas Eternamente.

http://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/permalink/424986317574217/

 

igreja cristã maranata – Louvado Seja o Nome do Senhor! O canto da sereia não embala mais a muitos!

Se vocês tivessem idéia de quantos membros da ICM (Pastores e diáconos, inclusive) acessam este blog diariamente, ficaria surpreso! E o pior é que só fazemos isto porque somos impedidos (psicologicamente) de expressarmos nossa opinião ou comentarmos sobre os fatos dos últimos dias.

Deus nos deu a mente pensante, mas a Maranata tem nos tirado isto.
Todos os membros foram convocados pelo próprio presbitério a realizar 3 dias de jejum em favor sabe de que? “DA OBRA NO BRASIL E EXTERIOR (JEJUM REVELADO POR DEUS).”.

Estranho, pois não recebí nenhum comunicado para jejuar quando houve o escândalo da RENASCER EM CRISTO ou da UNIVERSAL. E olha que o crime deles foi bem menor hein… apenas evasão de divisas.

Será que Deus só revelou este jejum por causa da Maranata?
Aliás… isto nos faz voltar a usarmos nossa mente pensante dada por Deus… será que a Maranata é a OBRA? Afinal… a OBRA não é perfeita?

Obs: Coloquei meu nome (nesta resposta) como “Membro ICM” porque, com certeza, eu seria expulso da Igreja se fosse identificado.

Publicado por um irmão identificado como Membro ICM emhttp://obramaranatarevelada.wordpress.com/2012/12/03/igreja-crista-maranata-toda-a-cupula-da-igreja-crista-maranata-incluindo-seu-presidente-gedelti-gueiros-foi-afastada-e-esta-proibida-de-entrar-nas-areas-administrativas-da-insti/#comment-4341
.
.
Irmãos, não posso esconder a minha imensa alegria em ouvir esse depoimento desse irmão, que tudo indica ainda está na icm.

 igreja cristã maranata - Louvado Seja o Nome do Senhor! O canto da sereia não embala mais a muitos!

igreja cristã maranata – Louvado Seja o Nome do Senhor! O canto da sereia não embala mais a muitos!

Os que me conhecem sabem que não desejo desestruturar ninguém, muito menos ser mentor de jogar à deriva uma família inteira, que pode ficar sem saber onde ir, mas primo mesmo incessantemente, pelo ESCLARECIMENTO da verdade dos bastidores dissimulado da seita, e o que esse irmão declarou é o objetivo claro alcançado!

.

Louvado Seja o Nome do Senhor! O canto da sereia não embala mais a muitos!

.

Que muitos membros icm tenham as conclusões simples e claras, como as desse irmão!

A Paz do Senhor Jesus a todos!

Alandati.

fonte: http://diganaoaseita.wordpress.com/boca-na-trombeta/#comment-1841

igreja maranata – a ocasião deveria fazer o ladrão!?

“A OCASIÃO DEVERIA FAZER O LADRÃO!?”

igreja maranata - a ocasião deveria fazer o ladrão!?

igreja maranata – a ocasião deveria fazer o ladrão!?

.

O comentário a respeito da Enquete nº 6 começa com essa imagem que encontrei na rede, e achei interessantíssima.

.

Veio logo a minha mente uma viagem, tentando me transportar até aquele lugar, onde está aquele grande cofre, supondo o mesmo entupido de cédulas de reais, euros, dólares e outros dinheiros de outros lugares do mundo, cuja trajetória é uma série de pensamentos hipotéticos, os quais compartilho com os irmãos, pois julgo interessantes.

.

A partir de então, falaremos em situações de ficção, as quais foram proporcionadas com ilações relacionadas a alguns fatos que conhecemos a respeito do escândalo da icm e hipóteses concernentes a possíveis comportamentos dos homens, que por vezes podem “meter os pés pelas mãos”!

.

Vamos viajar comigo:

.

Minha presença ali seria interessante se, e somente se, o conteúdo imaginado estar no cofre, fosse de minha posse e titularidade, do contrário, em pertencer a outro, não passaria de um objeto alienígena àquele cenário. O que realmente a imagem gera, em princípio, para quem é honesto, correto, e sabe que o que usufrui de conforto é proveniente de trabalho, muito trabalho, esforço, estudo, batalha, guerra. A cada dia se “mata um leão”, como se costuma dizer.

.

Mas o exercício mental continua, enquanto imaginamos aquele mesmo cofre, naquele lugar, com total ausência de vigilância, repleto de dinheiros de todas as espécies, com o segredo de abertura no conhecimento de pessoas inescrupulosas, que não primam em viver do suor do rosto, mas que se aproveitam de facilidades para usufruírem de benesses, pouco importando que a alimentação do cofre é decorrente de sacrifício, privação, passagem por necessidades de alguns. Afinal, aqueles estão debaixo da planta dos “pes”!

.

Na posse desses valores astronômicos, os lobos da avareza ensaiam uma pequena sangria inicial, meio tímidos, parecendo com aquele guri, que faz uma travessura, e olha para todos os lados, querendo perceber se está sendo observado, ou algum adulto gritasse de longe: “oh, moleque, tira a mão daí. Isso não é teu! Isso não te pertence!”.

.

Se isso ocorresse, fatalmente as próximas investidas iriam ser mais difíceis. Aquele moleque travesso pensaria duas vezes em tentar fazer de novo outra estripulia. De igual forma, os amantes dos bens dessa vida, servos de Mamom, também ficariam temerosos a possíveis repúdios e condenações populares, visto que já na primeira tentativa, que por sinal, restou como exitosa, alguém percebeu e acusou o delito.

.

Mas, ao contrário disso, a investida inicial foi pacífica, girou-se o segredo, abriu-se o cofre, pegou-se o que podia e era suportado nas roupas, e houve a saída. Ninguém viu, ninguém entendeu, ninguém percebeu ser errado, enfim, todos ao redor estavam concentrados em outras coisas, aliás tendo sido direcionados a pensar naquilo mesmo que os próprios possuidores do segredo do cofre teriam anunciado como importante.

.

Diante do sucesso da primeira vez, muitas outras vezes aconteceram, seja pessoalmente, ou por amigos, ou parentes, relacionados com ao ciclo de confiança daquele que era e é possuidor do segredo que daria acesso ao conteúdo daquele cofre. Ademais, seria praticamente impossível passar despercebido o efeito daquela riqueza, totalmente incompatível com o poder aquisitivo do indivíduo. Isso fez com que se abrisse a “teia” para um número maior de pessoas que pudessem ter acesso ao cofre, e portanto conheciam a forma do enriquecimento. Além disso, dessa forma, poder-se-ia garantir um pacto de confiança entre os envolvidos naquele segredo, a ponto de um esconder o que o outro faz, sob risco da própria pele estar em jogo.

.

Por fim todos já encontravam viciados naquela prática, que ninguém fora do esquema questionava, nem vinha de encontro, nem acusava, e se algum pudesse insurgir, simplesmente este seria abarcado facilmente para o grupo, quando lhe seria oferecida uma parte no bolo, porque os ingredientes para a confecção do mesmo sempre foram garantidos e não se esgotavam. Mais um ou menos um para comer o bolo não faria muita diferença, dada a vultosidade do montante acumulado.

.

O que viciava também era o usufruto das consequências que aquela fonte de recursos poderia trazer, tais como abertura de empresas, compras de imóveis, no Brasil e no exterior, realização de cirurgias plásticas, aquisições de carros importados, usos de grifes chiques e caras, passeios ao redor do mundo, etc.

.

Mas, aí nós voltamos ao início de tudo, lembrando da imagem do cofre ao céu aberto, sem vigilância alguma, e se realmente estivesse cheio de dinheiros, nacional e estrangeiros, e perguntamos: o cofre pode ser de quem comprou, restando a umas poucas pessoas o seu controle, mas o seu conteúdo pertence à coletividade, seria justo que algumas poucas pessoas também administrassem tais recursos, utilizando-se dos mesmos para benefício próprio?

.

Alguém, em sã consciência, tomando conhecimento uma vez que o valor ali depositado, por confiança na “mão” do dono do cofre, estaria sendo desviado para outra finalidade, continuaria guardando ali as suas economias?

.

Se uma vez descoberto que o dono do cofre estaria usando para si e para outros, facilitando acesso aos valores depositados no cofre, que são oriundos de outros que teriam confiado na sua honestidade, para parentes, para amigos, para compadres, ou para quem ele quisesse, e ao ser perguntado diretamente a ele, seria coerente ele negar o que estava fazendo ou confessar o erro?

.

Se confessasse, talvez poderia até receber nova chance de muitos, que poderiam pensar que teria errado, dentro daquela modalidade, “a ocasião faz o ladrão”, mas que teria se arrependido, prometendo agora que não iria repetir tal ato, inclusive abrindo a chance de outro ou outros para administrarem os valores do cofre, da ignomínia que estaria passando, diante das pessoas que confiaram em sua honestidade, e foram traídas dolosamente.

.

Ou então, diria que não colocou a mão naqueles valores hora nenhuma, nem favoreceu ninguém para fazê-lo. Nesse ponto, a situação fica mais difícil, visto que depois, fatalmente alguém poderá tomar conhecimento das evidências de que alguém estaria realmente fazendo o que o dono do cofre estaria negando ser a prática.

.

Para essa última alternativa, a conclusão de qualquer pessoa séria, preocupada, correta, honesta, e que não gosta de ser enganada, é que a pessoa em quem se confiava piamente, a ponto de entregar valores para que pudessem ser custodiados por ele, é uma mentirosa e desonesta, pois não agiu com fidelidade nem antes das suspeitas, nem depois que alguém levantou a possibilidade de existirem irregularidades relacionadas àquela função confiada a ele em executar.

.

Os desdobramentos, tanto em uma quanto a outra, das alternativas hipotéticas apresentadas acima, seriam de se ter uma total insegurança, com o efeito imediato da desconfiança que, a partir dali, resultaria na ação, por muitos, de não deixarem mais os seus dinheiros ali, e sim procurarem um outro lugar e um outro administrador mais confiável, ou simplesmente honesto.

.

Ah, que bom que nada do que imaginamos está acontecendo na icm, isso tudo é mentira!

.

Ou como diz o “filósofo” Caetano Velozo, com aquele sotaque baiano: “Ou não!”.

.

Sei lá, só o tempo vai dizer…

.

A Paz do Senhor!

.

Alandati

.

O resultado da pesquisa foi:

.

94 %, aproximadamente, entende que “O que fizeram foi algo ilegal, antiético, imoral, pois além de abrirem as empresas particulares com o dinheiro dos “dízimos”, ainda executam serviços exclusivos e superfaturados.”, e

.

6 %, aproximadamente, entende que “Eu concordo que os pastores, familiares e amigos sejam até titulares de empresas, mas não que tenham integralizado as mesmas com o “dízimo” dos irmãos.”.

.

Graças a Deus ninguém corroborou as outras assertivas que versavam sobre, de um jeito ou de outro, avalizarem uma possível atitude de beneficiamento próprio e dos “chegados”, relacionados a um nepotismo claro, por parte dos administradores do pes, e consequentemente da icm.

.

O acesso à enquete é o link abaixo:

.

http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/18/enquete-no-6/

fonte: https://diganaoaseita.wordpress.com/2012/11/19/a-ocasiao-deveria-fazer-o-ladrao/